Canto Coral

          O Coral Infantil é para os alunos do 2 ° ao 5° ano do Ensino Fundamental l.


Objetivos

          Acreditamos que a prática do canto coral contribui para a formação da criança em vários segmentos do seu crescimento enquanto ser humano e enquanto aluno em formação.

          Partindo do princípio de que a atividade de cantar no coral exerce uma influência positiva nas áreas social, cultural e humana, incentivamos a participação dos alunos por vários motivos como: socialização através da música, diminuição de timidez, possibilidades de expressão vocal e corporal, internalização de valores e conceitos, apreciação pela arte de cantar e outros.

          Durante os ensaios, desenvolve-se um vínculo social entre os coralistas dirigido pelas canções e suas mensagens uma vez que a músicas são selecionadas através de uma melodia alegre e atrativa bem como um texto educativo no qual transmite mensagens de valores como: amor a Deus e ao próximo, respeito à natureza, às pessoas, à comunidade e outros mais.

          Outro ponto importante para nós educadores, são os textos coletivos em que todos participam e também ajudam a regente do coral a compor as melodias, porque acreditamos que através da  música a criança se sensibiliza a pensar, sentir e transformar suas atitudes na escola, em casa ,na sociedade de agora e no futuro, sem contar com o possibilidade de desenvolver a concentração e fortalecer a auto estima. Ou seja trazemos para o concreto em forma de arte musical, aquilo em que acreditamos e com isso se desenvolve um processo ensino aprendizagem onde conceitos  e atitudes se entrelaçam e se internalizam na criança tendo a música como o eixo central que atrai e conduz.

          A alegria de cantar é contagiante tornando-se uma das práticas culturais mais prazeirosas, e que tem como função principal socializar-se e construir valores que transformam e crescem com as crianças.
          Nas apresentações, as crianças se deparam com a arte de se exporem frente ao público que os aguardam, superando uma certa ansiedade, o que é muito natural e saudável, e transmitindo as mensagens das quais acreditamos e aplaudimos.

          "O canto coral está  presente na grande maioria das culturas mundiais, o que mostra que esta atividade é um tipo de ação social, cultural e humana." (Vigotsky)


          Profº Renato

Generic placeholder image



XVlll - 2018 - Coral Santa Clara ficou em 2º lugar. Parabéns a todos os envolvidos!

Oficina de Teatro

           Para alunos a partir do 6° ao 9° ano do Ensino Fundamental ll.

           As oficinas de teatro desenvolvidas no Colégio Santa Clara têm como objetivo colocar os educandos em contato com o universo teatral, através de jogos teatrais, construção de cenas e leituras de textos dramáticos afim de despertar o seu interesse pela arte e desenvolver uma consciência corporal.

           Pretende-se desenvolver nas crianças a sensibilidade, a agilidade, a concentração, a disponibilidade mental e corporal, incentivando a cooperação e a troca de ideias.

           Além disso, o trabalho com textos, nas improvisações, amplia o conhecimento literário, desperta interesse pela leitura e desenvolve capacidades, permitindo que as crianças, em fase de aprendizado, se encantem pela apreciação do objeto artístico literário.

           O teatro no ensino básico tem sido visto como um importante elemento para o desenvolvimento de múltiplas habilidades. A partir de jogos teatrais acredita-se que o aluno adquira maior capacidade de lidar com o inesperado, desenvolva o raciocínio e a intuição na resolução de problemas, desiniba-se, e tenha maior consciência corporal. Segundo Ingrid Koudela “...o jogo constitui valioso instrumento para a aquisição de conhecimentos. (...) é uma das peças mais importantes para a solução de problemas de ordem pedagógica.” As oficinas fundamentam-se em autores como Viola Spolin, Augusto Boal, Ingrid Koudela e Olga Reverbel, e não se propõe a formar atores, mas sim, a partir da atividade teatral, colaborar com a formação dos educandos. A arte, por ser uma fonte de prazer, provoca um encantamento e impulsiona os estudantes a buscar conhecimento e a desenvolver um pensamento crítico e dialético sobre assuntos dessa área. Esse envolvimento acaba plantando no aluno um interesse que transcende a área artística e se expande para outras áreas do conhecimento.


           Profª. Ísis

Generic placeholder image


Banda - Convocação da Banda Online

           Para alunos a partir do 6° ano do Ens. Fundamental ll ao 3° do Ens. Médio

Justificativa

           Estudos desenvolvidos em países como a Alemanha pelo professor comprovaram de maneira cientificamente inequívoca os grandes benefícios trazidos pelo estudo da música a crianças e adolescentes. Jovens que estudam música desenvolvem um número maior de conexões neurais, portanto, apresentam um melhor desenvolvimento das inteligências, uma melhor superação das dificuldades de concentração e conseqüentemente melhores resultados escolares. Além do mais, a atividade musical melhora o convívio social, ajuda no desenvolvimento de identidade nos indivíduos e conseqüentemente lhes proporciona um maior equilíbrio emocional.

A atividade

           A atividade consiste especificamente em formar grupos musicais dirigidos e orientados por um professor para participam de apresentações e eventos dentro e fora do Colégio, para tal, são feitas reuniões semanais, onde se faz uma escolha consensual do repertório e se desenvolvem os ensaios. Todos os instrumentos e equipamentos necessários para a atividade são fornecidos pela escola e seu uso é supervisionado pelo professor.

           As apresentações são previamente programadas e constam do calendário anual do Colégio publicado nas agendas, fica também a cargo da equipe técnica da escola o agendamento de apresentações extras, bem como a integração entre esta e outras atividades.

           As inscrições são anuais e estão abertas a todos os alunos matriculados no Colégio Santa Clara desde que preencham os seguintes requisitos: estejam cursando entre sexto ano do ensino fundamental e final do ensino médio, ter conhecimentos prévios de música e/ou desenvolver um estudo específico de algum instrumento em escolas especializadas no ensino musical.

Objetivos específicos

  • Provocar o educando para que ele desperte os sentimentos para a compreensão do belo, da dor, da alegria, da compaixão e do amor, de forma que também possam lhe servir de amparo psicoemocional.
  • Criar no educando novas expectativas vocacionais, ampliando seu horizonte artístico.
  • Estimular à aquisição de uma cultura abrangente dando reforço às demais disciplinas estimulando o educando a planejar seu futuro e buscar o melhor aproveitamento possível de sua formação.
  • Ajudar o educando a ter uma concepção harmoniosa do trabalho em conjunto:
    1. Estimulando o raciocínio abstrato e habilidades específicas de coordenação motora.
    2. Desenvolvendo um respeito recíproco, acatando idéias, atitudes e superando problemas oriundos da atividade

Generic placeholder image




          Oficina de Improvização

          Após as apresentações realizadas pelas bandas do Colégio Santa Clara realizamos sempre autoavaliações. É um momento de reflexão, de análise, onde cada participante tem a oportunidade de se colocar e contribuir para que, de forma coletiva, os grupos aprendam com suas experiências e cresçam. Durante uma dessas avaliações, alguns alunos manifestaram a dificuldade que sentiam em ser espontâneos, sentiam-se pouco criativos e com dificuldade em se manifestar musicalmente. Eu como mediador da discussão levantei a hipótese de que talvez estivessem se colocando na posição de meros reprodutores, e de que a música, não se resume a um objeto meramente técnico, mas sim, a uma forma de expressão cultural forjada da interdependência entre um emissor (intérprete) e do receptor (no caso aqui o público). Para melhores esclarecimentos propus uma vivência: uma breve oficina de improvisação.

          E assim então foi feito, durante uma aula nos reunimos em roda e sem instrumentos musicais. A proposta inicial seria forjar acontecimentos musicais improvisados e desprovidos de quaisquer aparatos, apenas com recursos pessoais como a voz e o corpo, as ações sonoras de cada participante seriam guiadas pela sua criatividade pessoal e pela reação à criação do outro e buscando desta forma, um diálogo musical. É uma etapa extremamente complexa, os participantes têm que encontrar em seus recursos emocionais elementos os auxiliem na criação musical. Em uma etapa posterior repetimos o processo, agora porém, com a utilização de instrumentos musicais mais básicos como chocalho, triangulo, pandeirola, agogô, pequenos tambores e afins. Os resultados foram muito interessantes, como se pode verificar nas duas gravações disponíveis ao lado.


          Apesar das dificuldades iniciais, todos conseguiram participar e contribuir de forma igualitária nas conversas musicais registradas, pode-se também, constatar a influência de múltiplas culturas, o que caracteriza a cultura brasileira, outro ponto interessante, são as linhas cantadas em forma de contraponto, nos remetendo ao nascedouro da música ocidental e o surgimento da polifonia, e por fim, em meio a tantos elementos entrelaçados, os participantes conseguem se manifestar e dar sua contribuição pessoal, imprimindo seus valores e visão de mundo.

          Fico muito satisfeito em poder dividir estes breves e mágicos momentos com vocês, boa diversão!

           1. A cara que se faz é muito boa

           2. Improvisação Coletiva


           Alunos Participantes
           Sofia Ribeiro Nicoluzzi
           Paula Andrea Moreno Nino
           Bruno Dinamarco Exner
           Maria Fernanda Cardoso de Assis
           Daniel Coelho Sandeville

     O aluno do Santa Clara, Lucas Benez (17 anos), da 3ª série do Ens. Médio, foi chamado ao palco e tocou com a banda. Ele foi destaque pela atuação como baterista, tocando uma música com a famosa banda Foo Fighters. Isso foi no dia 28 de fevereiro de 2018 e teve seu pedido atendido por estar de aniversário no dia 1º de março, em que fez 17 anos, cujo cartaz que portava chamou a atenção dos membros da banda. Abaixo algumas matérias publicadas em sites e vídeos sobre o fato. Para nós, do Santa Clara, é um orgulho, pois o Lucas iniciou e desenvolveu seu talento nas aulas de banda aqui no Colégio, nos Recreios Musicais, Festas Juninas, Shows de Talentos e outras apresentações. Parabéns, Lucas e muito sucesso em sua vida! Continue sendo exemplo aos que iniciam e se aperfeiçoam nas aulas da banda, com o Prof. Paulo! Parabéns a todos!

1- Matéria do site UOL

2 - Matéria no Portal G1


           Prof. Paulo Calarezzo.

Flauta Doce

    Destinada a alunos que cursam dos 2º aos 5º anos do Ensino Fundamental l, o curso de flauta doce busca desenvolver a sensibilidade e a inteligência musical através da prática com o instrumento. Uma atividade que de forma abrangente contribui com um amplo desenvolvimento da criança.
    No aspecto motor, as atividades estimulam movimentos de coordenação fina, global e espacial. O trabalho se inicia com movimento de dedos, a aquisição de embocadura e controle da respiração, se ampliando para o reconhecimento e a exploração do corpo físico como corpo musical, ou seja, a busca de uma postura adequada, sua relação e possíveis deslocamentos dentro do espaço.
    No que se refere ao aprendizado musical em si, a atividade traz a aquisição de uma nova linguagem, a linguagem musical, consequentemente a leitura e o reconhecimento semântico dessa forma de comunicação são sistematicamente trabalhados. Ao caráter coletivo das aulas estão também atrelados os benefícios das atividades em grupo. Nestas condições, as contribuições para o desenvolvimento cognitivo são bem claras, trabalhando o raciocínio abstrato e estimulando o desenvolvimento de aspectos psicológicos e atitudinais ligados a uma atividade coletiva prazerosa. No recital de fim de ano, desafios são nitidamente superados e se inicia uma sólida construção da autoestima.
    O curso de flauta doce do Colégio Santa Clara pode servir de alicerce para futuros músicos e contribuir para uma formação mais ampla dos alunos, resultando em jovens mais capazes e felizes.



           Prof. Paulo Calarezzo.

Generic placeholder image


Espanhol

           “Por que aprender Espanhol?”

           Não é novidade que o domínio de línguas estrangeiras é fundamental em um mundo globalizado. Nesse contexto, o Espanhol se apresenta como uma vantajosa escolha para brasileiros, tanto do ponto de vista profissional e acadêmico, como cultural, pois é a língua oficial de 21 países, como Argentina, Paraguai, Uruguai, Colômbia, Peru, Chile, Equador, Bolívia, Venezuela, El Salvador, Nicarágua, Guatemala, Costa Rica, Cuba, Guiné Equatorial, Honduras, Panamá, República Dominicana, México e Espanha, sendo a segunda língua nativa mais falada do mundo.
           Mais de 400 milhões de pessoas se comunicam nesse idioma e é a segunda língua utilizada como meio de comunicação em relações internacionais.
           A ampliação dessas relações internacionais, facilitadas por acordos econômicos, como o Mercosul, é um dos principais motivos da valorização da língua espanhola no Brasil e aprender esse idioma passou a ser essencial do ponto de vista comercial e cultural. Desse modo, quem decidir aprendê-la contará com mais oportunidades no âmbito pessoal, econômico, cultural e acadêmico.
           Em relação ao mercado de trabalho, podemos dizer que o domínio da Língua Espanhola tornou-se um importante diferencial. No cenário acadêmico, os cursos de pós-graduação nas áreas de Direito, Economia, Engenharia, Medicina e Educação apresentam extensas bibliografias em Língua Espanhola. Além disso, o domínio desse idioma também amplia as oportunidades culturais pela riqueza e diversidade no mundo das artes, literatura, cinema e esportes.
           O curso de Espanhol aproxima o estudante de sua realidade e faz com que desenvolva habilidades direcionadas às suas atribuições cotidianas.
           Desse modo, o Colégio Santa Clara incluiu, na grade curricular do Ensino Fundamental II, o curso de Espanhol, para os alunos do 6º ao 9º ano, no horário Vespertino.
           Mais informações, entre em contato com a Secretária, pelo telefone: 3024-2700

Prof. Eric Mendonça

Generic placeholder image

Escolinhas de Esportes

           Para alunos a partir do 6° ano do Ensino Fundamental ll à 3ª série do Ens. Médio.

           Para treinos e aperfeiçoamento nos esporte, bem como para a participação em competições e jogos inter-escolares da cidade, nas seguintes modalidades: futebol, handebol e vôlei (treinos e jogos).

           Srs. Pais

           Com o intuito de darmos continuidade às atividades de esportes para os alunos do 7º ao 9º ano, há a possibilidade de participarem de treinos na Escolinha,, conforme modalidades, dias e horários abaixo::
- Terças-feiras – das 13h30min às 15h30min – com o Prof. Carlos Eduardo (Cadú) – modalidade Futebol
- Quintas-feiras – das 13h30min às 15h30min – com o Prof. Maurício – modalidade Vôlei
- Sextas-feiras – das 13h30min às 15h30min – com a Profª Priscila – modalidade Handebal

           Informamos, ainda, que as atividades serão terceirizadas pela empresa Escolinha de Esportes Santa Clara, de responsabilidade da Profª Dina Rosa Cardim Raymundo, devendo os interessados entrar em contato pelos telefones 3672-1849 ou 99615-7223 para tratar de valores, bem como da inscrição.

           Ressaltamos que a quantidade de vagas é limitada a 12 (doze) alunos por modalidade, e salientamos que as inscrições estão sempre abertas, favor consultar-nos sobre vagas.

           Os alunos terão acesso à quadra pelo portão do Pátio Central e ao término dos treinos sairão pelo portão da Rua Caropá.

           Atenciosamente, a Direção

           Profª Dina Rosa Cardim Raymundo

Generic placeholder image

Proerd

           Para alunos do 5° ano do Ensino Fundamental l. (Atualmente está suspenso por falta de policiais do batalhão virem orientar as aulas)

           O Colégio Santa Clara, ao longo vários anos, vem desenvolvendo, juntamente com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo através da Polícia Militar, o PROERD (Programa Educacional de Resistência às Drogas). O programa é proporcionado aos alunos do 5º ano de inúmeras escolas pelo Brasil e pelo mundo. O projeto teve início nos EUA e hoje está difundido por diversos países do mundo.

           Os alunos participam de mais de 20 aulas ao longo de um semestre, onde os temas são ministrados e debatidos com orientação de policiais militares preparados, especificamente, para esse fim educativo, que além de ajudar na prevenção ao uso de drogas, oferece muitas outras dicas de segurança pública, de prevenção da saúde e de apoio em casos de emergência.

           Todo o material e os custos são da Polícia Militar, a escola favorece o desenvolvimento, como parceria que visa um futuro melhor para as crianças e adolescentes de hoje. Espera-se que o retorno de todo esse investimento tanto material, quanto humano e intelectual sirva para que se tenha menos dependentes químicos ou usuários de todos os tipos de drogas e bebidas prejudiciais à saúde.

           Em 2009, em função da alteração de calendário letivo, devido à gripe Influenza A (H1N1) o PROERD não foi realizado, aqui no Colégio Santa Clara, assim como em outras escolas de São Paulo. Ficou suspendo até 2012, quando voltou a ter continuidade, até 2014, para que muitos alunos possam somar-se aos milhares, já formados no PROERD, no Brasil e no mundo, ao longo dos anos de existência do programa. De 2015 até o momento atual está suspenso por falta de policiais do batalhão virem orientar as aulas aqui no Colégio, o que é inerente ao programa.


           Polícia Militar de São Paulo

Generic placeholder image

SISC

Conceito e História

A Simulação Interna Santa Clara (SISC) é um projeto extracurricular e interescolar voltado para o Ensino Médio e 9º anos. Foi fundada em 2014 pelo professor de Biologia do Ensino Médio Rodrigo Pelegrin e é baseada em modelos de debate e na participação dos organizadores em fóruns de discussão. A SISC procura aproximar os alunos da realidade do mundo globalizado e inseri-los em uma situação de protagonismo e atuação constante.

Desde 1927, a Universidade de Harvard realiza o renomado Harvard Model of United Nations (HMUN), e é consagrada a mais antiga simulação de debates de organizações internacionais. No decorrer dos anos, a prática foi ganhando terreno em outras universidades e instituições de ensino até chegar ao Brasil, há aproximadamente 25 anos. Outros países como China, Dinamarca, Índia, Turquia e Tunísia também realizam modelos de discussão do gênero.

O auge das simulações e MUNs (Models of United Nations) no Estado de São Paulo pode ser situado nas últimas décadas. A organização de simulações nacionais como o Fórum FAAP de Discussão Estudantil, o São Paulo Model of United Nations (SPMUN), a Simulação do Ensino Médio (SiEM), o ÁBACOONU e outras são alguns dos marcos desses últimos anos.

Desde 2014, o Colégio Santa Clara organiza os alunos interessados para participar em debates interescolares e além disso, insere os debates nas salas de aula. A SISC é organizada anualmente pelo Secretariado de alunos com comitês de organismos internacionais, escolhidos de acordo com atualidades e problemáticas vigentes, além de uma comissão de imprensa.

Na primeira edição, os comitês da Federação Internacional de Futebol Associado (FIFA), Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas (CDH) e o Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) tiveram um total de 65 participantes. Atualmente, mais que o dobro deste número participam da SISC, considerando alunos convidados de outros colégios.

Secretariado da SISC

Siga a SISC, também pelo Facebook

Generic placeholder image

VII SISC 2020

Quais são os comitês?
1- Gabinete emergencial para a questão separatista e a formação da Confederação dos Sistemas Independentes (CEC)
2- Conferência Internacional sobre o Kampuchea (AGNU)
3- Crise mundial de Poluição por Plásticos (PNUMA)
4- Imprensa

@INSTASISC

O link para a inscrição também está na biografia de nosso Instagram @instasisc então nos sigam por lá e aproveitem para conferir de perto todos os detalhes da SISC VII
Caso você queira participar da simulação como expectador, entre em nosso Instagram e mande um direct, assim pediremos que nos passe alguns dados.
Nos vemos na SISC!!!!!!

Visto isso, basta decidir em qual comitê inscrever-se. Simples assim! Muito obrigado!

Preencher formulário no site INSCRIÇÕES SISC 2020



Secretariado da SISC

Inscrições

VII SISC 2020

INSCRIÇÕES ABERTAS

Siiiiim, você leu certo! As inscrições da Simulação Interna Santa Clara estão finalmente abertas! Clique Aqui para fazer sua inscrição, é só clicar e preencher com os seus dados.

Quem pode se inscrever?
Esse ano, alunos do nono ano, ex-alunos do Colégio Santa Clara e estudantes que cursam o Ensino Médio de qualquer colégio, podem participar da sétima edição.

Quando?
A SISC acontecerá nos dias 30 e 31 de outubro, sexta e sábado, contando com um cronograma confortável para os participantes.

Onde?
O evento será totalmente ONLINE, através de plataformas digitais de vídeo chamadas. Assim sendo, a simulação é 100% GRATUITA.

 

Siga a SISC, também pelo Facebook

Generic placeholder image

lV SISC / 2018

1. Conferência de Berlim (em duplas): A Conferência de Berlim, também conhecida como a partilha da África, foi a reunião na qual os países mais influentes do século XIX definiram a divisão de terras africanas, definindo o futuro das nações envolvidas na situação.

2. CSNU – Guerra Civil de Ruanda: Neste comitê, o conselho de segurança da ONU irá trabalhar sobre a questão da guerra entre os tutsis e hutus com a finalidade de encontrar a melhor maneira de lidar com a problemática.

3. Senado Federal Brasileiro – A reforma do ensino médio: Os senadores estarão discutindo sobre a recente proposta de reforma do ensino médio e decidirão questões que devem, ou não, ser abordadas pelo projeto e se a reforma deverá ocorrer.

4. Teatro de operações – Dia D (em duplas): Neste teatro de operações, os delegados estarão encarregados de liderar as forças de combate em uma das operações militares que selou o rumo da segunda guerra: O Dia D. Os delegados deverão definir as estratégias de ataque e defesa para obter êxito neste conflito.

5. União das Nações Sul-Americanas – Corrupção na América Latina: A UNASUL debaterá a situação da América Latina perante as grandes ondas de crimes de corrupção nos países latinos e procurará encontrar uma maneira de resolver esta crise que afeta quase toda a América do Sul.

6. Imprensa (em duplas): No comitê de imprensa, os participantes poderão representar os mais icônicos jornais do mundo ao redigir artigos sobre o rumo dos demais comitês e sintetizar os principais acontecimentos do debate em notícias que serão disponibilizadas durante a simulação.

Visto isso, basta decidir em qual comitê inscrever-se. Simples assim! Muito obrigado!

Preencheram formulário disponível em formulário próprio.

Secretariado da SISC


Agende os dias 24 e 25 de Agosto de 2018 no seu calendário.


Estão abertas as inscrições para a V Edição da Simulação Interna Santa Clara (SISC) e serão feitas via plataforma digital.

Para realizar a inscrição dos delegados ou da dupla de jornalistas, os interessados devem seguir as instruções na inscrição:

    INSCRIÇÕES INTERNAS - De 11 de junho a 15 de julho de 2018
    • Preencheram formulário no site.
    • Pagaram Taxa de R$ 30,00
    • Pagamento foi feito no setor de Multimeios do Colégio com Eliana (de 11 a 29/6 e de 1 a 7/8)

    Secretariado da SISC



lV SISC / 2017

A lV Simulação Interna Santa Clara (SISC), ocorrerá nos dias 11 e 12 de Agosto de 2017, e conta com os seguintes comitês: 

  • Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) - A segurança do povo curdo
  • Comitê Social, Cultural e Humanitário (SoCHum) - Garantia dos direitos humanos dos transgêneros e transexuais
  • Organização Mundial da Saúde (OMS) - Desenvolvimento e Obesidade Infantil
  • Senado Federal Brasileiro (SFB) - Legalização da Maconha
  • Teatro de Operações do Vietnã (TOV) - Guerra do Vietnã
  • Comitê de Imprensa - Cobertura jornalística de todos os comitês.

Ao realizar as inscrições, os alunos devem ficar atentos a alguns detalhes, veja aba inscrições.

Agradecemos o auxílio dos professores responsáveis, Rodrigo Pelegrin e Cláudio Sobral, além do Coordenador Pedagógico do Ensino Médio, Carlos Machado.

As inscrições para a lV Edição da Simulação Interna Santa Clara (SISC) encerraram. Elas foram feitas via plataforma digital.

Para realizar a inscrição dos delegados ou da dupla de jornalistas, os interessados seguiram as seguintes instruções:

Comitês:
- Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) - A segurança do povo curdo
- Comitê Social, Cultural e Humanitário (SoCHum) - Garantia dos direitos humanos dos transgêneros e transexuais
- Organização Mundial da Saúde (OMS) - Desenvolvimento e Obesidade Infantil
- Senado Federal Brasileiro (SFB) - Legalização da Maconha
- Teatro de Operações do Vietnã (TOV) - Guerra do Vietnã


Olá, caros delegados e jornalistas,

Aqui estão os Guias de Estudos para os respectivos comitês da lV SISC. Atente às observações de cada diretoria, pois cada comitê opera de maneira autônoma e independente, diferenciando-se uns dos outros em alguns pontos. Estas versões dos guias estão sujeitas a mudanças, fiquem atentos caso alguma nova edição seja lançada! Bons estudos e nos vemos na SISC!

Visto isso, era só decidir em qual comitê increver-se. Simples assim! Muito obrigado!




Secretariado da SISC


1- Conselho de Segurança da ONU
2- A Situação Atual dos Curdos (CSNU)
3- Organização Mundial da Saúde (OMS) - Desenvolvimento e Obesidade Infantil
4- Teatro de Operações do Vietnã (TOV) - A Guerra do Vietnã
5- Comitê Social, Cultural e Humanitário (SoCHum) - Os Direitos dos Transgêneros e Transexuais
6- Senado Federal Brasileiro (SFB) - A Legalização da Maconha
7- Comitê de Imprensa

8- Orientações para a elaboração do DPO
9- Guia de Regras e Conduta Oficial

Você viu pelo cronograma um negócio esquisito chamado "Coffee Break Comunitário". Esse Coffee Break será uma atividade de colaboração entre os comitês, feito dos delegados para os delegados! Não queremos ver comitês miantes hein! A distribuição será:

OMS - Doces
SoCHum - Doces
CSNU - Salgados
SFB - Salgados
TOV - Bebidas
Imprensa - Bebidas

Além disso, teremos uma linda Gincana com atividades bem divertidas, porém que sujam e cansam então tragam uma roupa confortável para sexta à noite!

Secretariado da SISC


Já está disponível o Cronograma da lV SISC!

Siga-nos no Facebook!

lll SISC / 2016

A lll Simulação Interna Santa Clara (SISC), ocorreu nos dias 26 e 27 de Agosto de 2016, e contou com os seguintes comitês: 

  • Senado Americano – Xenofobia institucional;
  • Interpol – Gerenciamento de dados e o papel da iniciativa privada;
  • Teatro de Operações da Guerra Civil Russa – O Exército Branco contra Exército Vermelho;
  • Organização Mundial da Saúde – Revisão do homossexualismo como doença mental;
  • Comitê de Imprensa – Cobertura jornalística de todos os comitês.

Os comitês foram escolhidos de forma democrática, frisando sempre o vigor da parte pedagógica e temas que agregariam conhecimentos aos alunos. Por meio do sistema de Drafts desenvolvido para este propósito, os idealizadores de um comitê escreviam o histórico do comitê e as características do mesmo (tamanho, em dupla ou individual, site oficial e língua). Uma dissertação sobre o tema, também deveria ser escrita, associando a parte pedagógica com a temática do comitê.

Além disso, esta edição contou com o primeiro Secretariado eleito por voto aberto e formal, sendo a Secretária Administrativa a aluna do 3º Ano / EM, Ana Elisa Deluqui e o Secretário Acadêmico o aluno da 3º Ano / EM, Bruno Barbosa. Eles foram os responsáveis pela coordenação geral do evento, além de todo o Secretariado que, é composto pelos diretores.

Agradecemos o auxílio dos professores responsáveis, Rodrigo Pelegrin e Cláudio Sobral, além do Coordenador Pedagógico do Ensino Médio, Carlos Machado.

Ao realizar as inscrições, em 2016, os alunos deveriam prestar atenção em alguns detalhes.

Para realizar a inscrição dos delegados ou da dupla de jornalistas, siga as seguintes instruções:

Jornalistas:
  • Inscreva as informações do primeiro jornalista da dupla;
  • Selecione a opção de participar da Comissão de Imprensa;
  • Inscreva as informações do segundo jornalista da dupla;
  • Finalize a inscrição e não se esqueça de pagar a taxa de inscrição.
Comando Branco:
  • Inscreva as informações do primeiro delegado da dupla;
  • Selecione a opção de participar do Comando Branco;
  • Inscreva as informações do segundo delegado da dupla;
  • Finalize a inscrição e não se esqueça de pagar a taxa de inscrição.
Demais Comitês:
  • Inscreva as informações do delegado;
  • Selecione o comitê de preferência;
  • Selecione demais comitê caso em caso de remanejamento;
  • Finalize a inscrição e não se esqueça de pagar a taxa de inscrição.

OBS: As inscrições do Comando Branco serão diferenciadas. Existe a possibilidade de remanejamento e repartição de duplas.
O término das Inscrições Internas, em 2016, foi no dia 9 de Junho (9/06/2016).

Secretariado da SISC

Olá, caros delegados e jornalistas,

Aqui estão os Guias de Estudos para os respectivos comitês da lll SISC. Atente às observações de cada diretoria, pois cada comitê opera de maneira autônoma e independente, diferenciando-se uns dos outros em alguns pontos. Estas versões dos guias estão sujeitas a mudanças, fiquem atentos caso alguma nova edição seja lançada! Bons estudos e nos vemos na SISC!
Comando Branco
Comando Vermelho
Comissão de Imprensa
Organização Mundial da Saúde
Organização Internacional de Polícia Criminal
Senado Americano

Seguem abaixo os Guias de Regras geral e do Teatro de Operações da Guerra Civil Russa. O Guia de Regras é universal e pode conter mecanismos ou artifícios que não serão utilizados em determinados comitês, mas o Secretariado e as Diretorias somente reconhecem as regras presentes neste guia. O Guia da Guerra, por outro lado, é um guia específico para os beligerantes do Comando Vermelho e Comando Branco pois conta com regras diferentes em vista do caráter histórico do comitê.
Guia de Guerra
Guia de Regras e Conduta Oficial

Disponível o Cronograma da lll SISC! Aguardem para mais informações, incluindo o Dress Code  e afins!
Cronograma

Secretariado da SISC

SISC 2016
SISC 2015